Marlene Zanghelini Altini [1]

 

RESUMO:

 

Antigamente não se falava em Liderança, mas sim, em Chefia, onde era uma pessoa que simplesmente mandava e outra obedecia, sem fazer qualquer questionamento. Porém, com o passar do tempo, e com as diversas mudanças na tecnologia e no próprio mercado de trabalho, viu-se a necessidade de não ter apenas um chefe, mas acima de tudo, um líder, uma pessoa que soubesse lidar com seus subordinados, lhes transmitindo confiança, responsabilidade e motivação. Um líder é um muito mais do que um simples chefe, ele ouve as opiniões, orienta e ensina as pessoas, assim como também aprende com cada uma delas, sempre buscando um objetivo em comum, o sucesso da organização. Portanto, esse artigo tem o objetivo de descrever de forma simples sobre o tema liderança, seu conceito e tipos de líderes.

 

Palavras-chaves: Liderança. Chefe. Organização.

 

1 INTRODUÇÃO

 

Antigamente, pensava-se que as pessoas já nasciam líderes, e que não era possível ?moldar? esta figura de um líder no decorrer da vida se esta, já não nascesse com as características. É claro que muitas pessoas já são estimuladas desde pequenas a exercerem este cargo, mesmo que inconscientemente pela própria família, pelo incentivo e determinação com que são auxiliadas a realizarem determinadas tarefas, e isto fica gravado de tal forma no caráter e na vida das pessoas, que quando crescerem desenvolverão esta habilidade de liderança naturalmente.

Porém, percebe-se que além destas pessoas que desde berço já são estimuladas a realizarem grandes desafios, é possível sim, desenvolver a liderança em pessoas que nunca pensaram nisto antes, sendo assim, qualquer pessoa pode ser tornar líder, mudando assim, sua maneira de ser e de pensar e tornando-se pessoas ainda melhores.

Assim, Alves dos Santos (2013), descreve que a pessoa que desempenha o papel de líder influencia o comportamento de um ou mais liderados, essa capacidade se relaciona com a persuasão e influência que por sua vez está intimamente ligada com a capacidade de construir bons relacionamentos. A liderança é uma função ou papel que as pessoas desempenham quando são responsáveis por um grupo, assim a liderança é necessária em todos os tipos de organizações.

Portanto, este artigo busca descrever de forma simples, a figura do líder, seu conceito e os tipos de líderes que muitas vezes nos deparamos no decorrer de nossas vidas profissionais e até mesmo, em nossas vidas pessoais.

 

2 LIDERANÇA

 

Antigamente, os cargos de chefias eram definidos pelo grande domínio e poder sobre as pessoas, ou seja, sobre os trabalhadores, que muitas vezes eram humilhados e inferiorizados.

De acordo com Santos (2009), o estilo que predominava nesta época, baseava-se na punição e tinha algumas características, como:

  • Dar ordens sem questionamento;
  • Adoção de clima e comportamentos mecânicos;
  • Relação de autoridade ? obediência.

Porém, com o passar dos anos, e com novas tecnologias no mercado de trabalho, as antigas ?chefias? viram a necessidade de mudanças, ou seja, foi necessário ocorrer modificações significativas no meio corporativo para as empresas reterem seus talentos, um exemplo disto, é deixando de lado a figura do chefe mandão e opressor, para um líder aberto as diversas opiniões de seus subordinados, hoje conhecido como companheiros de trabalho, e que antigamente eram chamados e conhecidos como meros ?peões de chão de fábrica?, onde o chefe mandava e estes obedeciam sem nenhum questionamento.

Todas estas transformações deram impulso à integração e discussão dos colaboradores no processo, pois muitas ideias e novos métodos de trabalho surgem dos próprios trabalhadores, e que estão envolvidos diretamente com o processo, e que, se a empresa tiver líderes competentes e abertos para estas sugestões, ela com certeza só tende a ganhar, com o aumento de produção e consequente aumento da lucratividade e rentabilidade.

Santos (2009), também descreve que:

 

Com o desenvolvimento das organizações surgiu a necessidade de envolvimento das chefias através do estudo e aplicação de técnicas de aperfeiçoamento pessoas, quebrando os paradigmas até então vigentes. A filosofia, a política e a estrutura das organizações estão mudando, não sendo mais permitido o estilo antigo de dar ordens e comandar ? ser apenas controlador. É esperada uma atuação mais eficaz, que ultrapasse a esfera produtiva-administrativa.

 

De acordo com Santos (2009), com a chegada dos anos 80, abria-se um espaço para a participação no sistema produtivo, a busca constante de integração da equipe e, acima de tudo, amadurecimento profissional. Este novo estilo de liderar é a somatória de experiências adquiridas ao longo de décadas, nas quais as organizações passaram a incorporar novas filosofias, já que as existentes não levavam aos resultados esperados.

 

2.1 CONCEITO E TIPOS DE LÍDERES

 

De acordo com Milioni, na realidade atual de qualquer empresa ou empreendimento, os cargos de supervisão estão constantemente atrelados ao líder, na teoria e na prática. Milioni descreve abaixo seis definições relevantes sobre liderança:

        • Liderar é conectar os seus empregados ao seu negócio;
        • Liderar é obter e manter empregados que ajam e trabalhem como proprietários;
        • Liderança é a arte de fazer com que os outros tenham vontade de fazer algo que você está convencido que deva ser feito;
        • Liderança é a arte de mobilizar os outros a batalhar por aspirações compartilhadas;
        • Liderança é a arte de obter resultados desejados, acordados e esperados através de empregados engajados;
        • Líder é o portador da autoridade legitimada, ou seja, aquele em quem se reconheçam motivos para ser ouvido, acatado e seguido.

 

Como um conceito geral e simplificado, Souza descreve que ?liderança é o processo de conduzir um grupo de pessoas, transformando-o numa equipe que gera resultados?. É a habilidade de motivar e influenciar os liderados, de forma ética e positiva, para que contribuam voluntariamente e com entusiasmo para alcançarem os objetivos da equipe e da organização.

Segundo Souza o papel do líder coach define-se em:

  • Liberar o potencial de cada indivíduo;
  • Mais do que ensinar, é ajudar a aprender;
  • Incentivar as pessoas para o autodesenvolvimento;
  • Eliciar recursos pessoais para o alcance de metas;
  • Ajudar na melhor utilização dos recursos disponíveis;
  • Ouvir e ensinar;
  • Compartilhar responsabilidades;
  • Fazer perguntas que levem a reflexão e a ação;
  • Orientar as pessoas;
  • Direcionar para o futuro em direção a metas;
  • Sair do foco do problema e colocar foco na solução;
  • Saber reter talentos;
  • Estabelecer foco na tríade: ação, desenvolvimento e resultados.

Assim, o Instituto INDV (2010), também descreve sobre o conceito de líder, sendo:

 

Líder é o condutor, o guia, aquele que comanda. Ser líder é ter uma visão global, uma relação entre o homem e o seu ambiente de trabalho. É saber ensinar e também aprender, sendo este último de vital importância, ou de maior importância. A principal atividade de um gestor ou líder é a de conduzir pessoas, como o próprio nome indica, sabendo para isso lidar com elas e conseguir os melhores resultados.

 

O Instituto INDV (2010) relata que as pessoas são o principal bem de uma empresa, o seu mais importante recurso, necessário ao ponto de pequenas, médias e grandes empresas terem um setor desenvolvido em função delas o departamento de Gestão de Pessoas ? RH. Assim, em outras palavras, elas são o capital intelectual, o mais importante de uma empresa realmente moderna.

Liderar não é uma tarefa simples, pelo contrário, liderança exige paciência, disciplina, humildade, respeito e compromisso, pois a organização é um organismo vivo, dotado de colaboradores dos mais diferentes tipos. De acordo com o Instituto INDV (2010), pode-se definir liderança como o processo de dirigir e influenciar as atividades relacionadas às tarefas dos membros de um grupo. Porém, existem três implicações importantes nesta definição, que o Instituto INDV relata abaixo:

  • A liderança envolve outras pessoas: Onde houver mais de uma pessoa, haverá a necessidade de um líder, o que contribuirá na organização de um trabalho, tarefa ou até mesmo no convívio familiar;
  • A liderança envolve uma distribuição desigual de poder entre os líderes e os demais membros do grupo: A distribuição de poder dentro de uma empresa é sem dúvidas sua ponte para crescimento;
  • A liderança é a capacidade de usar diferentes formas de poder para influenciar de vários modos seus seguidores. Pode até faltar os recursos, só não pode faltar à criatividade para criá-los.

Portanto, sabe-se que o líder exerce certa influência em seus colaboradores, por isto é importante que estes líderes estejam bem preparados e abertos para receber as opiniões, críticas, elogios e diversas outras situações que ocorrerá no dia a dia, e que com a ajuda de todos, poderão ser contornadas e melhoradas, pois com o envolvimento de todos, quem tende a ganhar é o próprio colaborador, que se sentirá mais a vontade para expor suas ideias e mais ainda quando estas são colocadas em prática, trazendo para a empresa assim, colaboradores motivados para um objetivo em comum, o sucesso da empresa.

Para o Instituto INDV (2010), existem vários tipos de liderança, sendo:

Autoritário: aquele que impõem o que precisa ser feito, e o grupo precisa executar o que ele ?mandou fazer?, sendo obedientes a ele. É extremamente dominador e pessoal nos elogios e nas criticas ao trabalho de cada um. É ditador e soberano, o que comanda o grupo só pensando em si, não aceita as ideias dos outros e subestima e diminui o grupo. Assim, as pessoas que trabalham com este tipo ?líder?, ficam com medo de chegarem próximas e não se encorajam em dar opiniões, elas ficam retraídas;

Indeciso: é aquele que não assume responsabilidade, não toma nenhuma direção efetiva das coisas, é sempre preferível deixar as coisas como estão, e nunca propor novas mudanças. Com esta atitude de ?líder?, o grupo todo fica perdido, desorganizado, e inseguro, não sabem para onde devem ir;

Democrático: este é o tipo de líder ?do povo, pelo povo, e para com o povo?, ele se preocupa com a participação do grupo, estimula e orienta, acata e ouve as opiniões do grupo, pondera antes de agir. Aquele que determina, junto com o grupo, as diretrizes, permitindo o grupo esboçar as técnicas para alcançar os objetivos desejados. É impessoal e objetivo em suas críticas e elogios. Para ele, o grupo é o centro das decisões. A autora Vergara (2009), também descreve que este líder é aquele que busca participação, fazendo com que os liderados desenvolvam uma comunicação franca, espontânea. Assim gera compromisso e responsabilidade, tanto do líder quando do subordinado, onde o grupo todo interagi, participa, colabora e está sempre entusiasmado;

Liberal: é aquele tipo de líder que participa muito pouco do processo administrativo e dá total liberdade ao grupo para traçar diretrizes, e com isto, o grupo fica perdido;

Situacional: é aquele que assume seu estilo de liderança dependendo mais da situação do que da personalidade. A postura deste líder brota ante as diferentes situações que ele detecta no dia-a-dia. Possui um estilo adequado para cada situação, e isto gera uma certa segurança e motivação, porém, é por pouco tempo;

Emergente: é o tipo de líder que surge e assume o comando por reunir mais qualidades e habilidades para conduzir o grupo aos objetivos diretamente relacionados a uma situação especifica, ou seja, de emergência. O grupo no geral, participa e colabora, sabendo que se houver emergência, o líder saberá o que fazer.

 

3 CONSIDERAÇÕES FINAIS

 

O assunto liderança é discutido há muitos anos, porém, nesta última década, este tema ganhou força, justamente pelo fato das empresas mudarem sua estrutura e se moldarem cada vez mais ao mercado competitivo, tanto por força de seus clientes e fornecedores externos, como os próprios colaboradores internos da organização, que buscam a cada dia maior comprometimento e responsabilidade dentro das empresas.

Com o passar dos anos, viu-se o perfil do simples chefe que mandava e o subordinado executava, transforma-se em líder, que em conjunto com o grupo de trabalho, decidem e direcionam o caminho a ser traçado para alcançar determinado objetivo, sempre pensando no sucesso da empresa, transmitindo assim ao grupo de trabalho maior segurança.

Portanto, de acordo com Alves dos Santos, um líder deve inspirar confiança, ser inteligente, perceptivo e decisivo para que assim possa ter condições de fazer um processo de liderança com sucesso, não sendo necessário a pessoa apenas mudar a maneira de agir, mas sim, é preciso mudar acima de tudo, a maneira de pensar.

 

4 REFERÊNCIAS

 

ALVES DOS SANTOS. Danilo. LIDERANÇA: A CAPACIDADE DE INFLUENCIAR PESSOAS. Disponível em http://www.atenas.edu.br/faculdade/arquivos/NucleoIniciacaoCiencia/RevistaCientifica/REVISTA%20CIENTIFICA%202007/6%20LIDERANCA%20.

 

A importância do líder em eventos & Marketing Promocional. Disponível em:// www.bluetie.com.br/artigo8.htm.

 

Conceito de Lideranças ? Tipos de Lideranças. Disponível em http://www.institutondv.com.br/gestaodeprojeto/2010/09/14/conceito-de-lideranca tipos-de-lideranca/. Setembro 2010.

 

MILIONI. Benedito. Disponível em http:// www.milioni.com.br/.

 

SANTOS. Milena Queiroz Gonçalves. Artigo publicado em 02 de Fevereiro de 2009. Disponível em http://www.profissionalizando.net.br/administracao-de-empresas/158-lideranca/1439-historia-da-lideranca.

 

SOUZA. Flávio. Conceito de liderança: O que é liderança? http://www.vocevencedor.com.br/artigos/arte-de-liderar/conceito-de-lideranca-o-que e-lideranca. Formador de Coaches da International Coaching Community ? ICC e Lambent do Brasil – CEO da Você Vencedor Soluções Empresariais.

 

VERGARA. Sylvia Constant. Liderança requerida nesses novos tempos. Gestão de Pessoas. 7 ed. São Paulo: Atlas, 2009.

 



[1] Graduada em Ciências Contábeis pelo Grupo Uniasselvi ? Fameg; Pós Graduada em Gestão Financeira e de Custos pelo Grupo Uniasselvi – Fameg e integrante da equipe Piazera, Hertel, Manske & Pacher Advogados Associados.

E-mail: [email protected]

CategoryArtigos
Write a comment:

You must be logged in to post a comment.

        

© 2020 por Puxavante

PHMP Advogados OAB/SC 1.029

logo-footer

47 3084 4100

Rua Olívio Domingos Brugnago, 125

Vila Nova - CEP 89.259-260 - Jaraguá do Sul - SC