Esse tema discute a automação das profissões no futuro e a precarização do emprego.

No trimestre fechado em agosto, o desemprego no Brasil ficou em 11,8% – índice um pouco menor do que o registrado no mesmo período, no ano passado. Isso significa que 12 milhões e meio de pessoas estão em busca de trabalho.

Segundo dados do IBGE, a taxa de desemprego vem caindo porque, na verdade, está ocorrendo uma transferência para subocupação no mercado: 41,4% das pessoas que hoje tem alguma ocupação trabalham por conta própria ou sem carteira assinada. A informalidade já atinge quase 39 milhões de brasileiros.

E, se atual estagnação faz crescer o mercado informal e diminui a qualidade dos empregos, o cenário no futuro pode ser ainda mais complicado diante do impacto que a automação e outras tecnologias podem representar no mercado de trabalho.

Uma projeção feita pela consultoria IDados, que cruza os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) do IBGE com um estudo da Universidade de Oxford, mostra que mais da metade dos empregos formais e informais podem ser substituídos por máquinas nos próximos 10 a 20 anos.

Disponível em: https://g1.globo.com/podcast/o-assunto/noticia/2019/10/14/o-assunto-36-a-informalidade-recorde-o-futuro-do-trabalho-e-como-se-preparar-para-a-automacao-no-brasil.ghtml. Acesso em 14/10/2019.

CategoryNotícias
        

© 2019 por Puxavante

PHMP Advogados OAB/SC 1.029

logo-footer

47 3084 4100

Rua Olívio Domingos Brugnago, 125

Vila Nova - CEP 89.259-260 - Jaraguá do Sul - SC